Quarta-feira, 15 de Abril de 2009

Sem eira nem beira XUTOS

Xutos em grande e sem espinhas:

 

Anda tudo do avesso
Nesta rua que atravesso
Dão milhões a quem os tem
Aos outros um "passou bem"

Não consigo perceber
Quem é que nos quer tramar
Enganar, despedir
Ainda se ficam a rir

Eu quero acreditar
Que esta merda vai mudar
E espero vir a ter uma vida bem melhor
Mas se eu nada fizer
Isto nunca vai mudar
Conseguir encontrar mais força para lutar

Mais força para lutar
Mais força para lutar
Mais força para lutar

Senhor engenheiro
Dê-me um pouco de atenção
Há dez anos que estou preso
Há trinta que sou ladrão
Não tenho eira nem beira
Mas ainda consigo ver
Quem anda na roubalheira
E quem me anda a comer

É difícil ser honesto
É difícil de engolir
Quem não tem nada vai preso
Quem tem muito fica a rir

Ainda espero ver alguém
Assumir que já andou
A roubar, enganar
O povo que acreditou

Conseguir encontrar mais força para lutar
Conseguir encontrar mais força para lutar
Mais força para lutar
Mais força para lutar

Senhor engenheiro
Dê-me um pouco de atenção
Há dez anos que estou preso
Há trinta que sou ladrão
Não tenho eira nem beira
Mas ainda consigo ver
Quem anda na roubalheira
E quem me anda a foder

Há dez anos que estou preso
Há trinta que sou ladrão
Mas eu sou um homem honesto
Só errei na profissão

Senhor engenheiro
Dê-me um pouco de atenção
Há dez anos que estou preso
Há trinta que sou ladrão
Não tenho eira nem beira
Mas ainda consigo ver
Quem anda na roubalheira
E quem me anda a foder

Senhor engenheiro
Dê-me um pouco de atenção
Dê-me um pouco de atenção

 


publicado por Zé Picheleiro às 10:59
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 11 de Dezembro de 2008

A caderneta de cromos

Durante uns dias vou tentar não me lembrar que este existe:

 

 

e este: e este:

 

e esta: e este: e este:

 

e por ultimo este:

 

 

 

Fiquem lá com a colecção de cromos toda, que eu já volto.



publicado por Zé Picheleiro às 09:20
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 3 de Novembro de 2008

O chefe Sócrates.

(Foto Expresso on-line)

 

Neste momento, deve ser um orgulho enorme dizer que se é assessor do Eng. Sócrates sabendo que, se calhar, mais de metade dos representantes da população mundial, (mesmo que dessa metade, metade represente países do terceiro mundo ou lá perto) tivessem ficado a saber pela boca do próprio Chefe, que a sua ferramenta de trabalho, ou seja o seu computador, foi criado, desenvolvido e publicitado para crianças que frequentam os 4 primeiros anos de escola.

 

Um enorme orgulho… sim Sinhor… Primeiro… Ministro.

Com Chefes destes...

 

 


publicado por Zé Picheleiro às 08:37
link do post | comentar | favorito
|

.moimeme


. ver perfil

. seguir perfil

. 6 seguidores

.Nº de Roscas

.Fevereiro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
26

27
28


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Sem eira nem beira XUTOS

. A caderneta de cromos

. O chefe Sócrates.

.arquivos

. Fevereiro 2011

. Agosto 2010

. Maio 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

.tags

. todas as tags

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds